Mangá Review – Vol.15

 Olá pessoal aqui está o review do Vol. 15 do mangá de Black Butler que vocês pediram para fazer escrito no blog ao invés de vídeo.

E vamos ao que interessa.
Bem, já posso ir adiantando para vocês que nesse volume não teremos tantas surpresas, nem reviravoltas, porque ele é apenas a continuação do arco apresentado para nós no vol.14
Diferente dos outros arcos do mangá, Yana deixou de lado aquelas historias tensas (que eu tanto amo) e complexas para apresentar ao seu publico algo mais leve e mais fluido e é completamente visível que este puxe mais para o lado da comédia e do suspense/drama, mas não deixa de ser interessante. As vezes eu fico maravilhado com esse mangá, pela complexidade que Yana constrói em cima de algo tão simples, e porque eu aprendo e conheço muita coisa nova com ele, o que me faz o amar mais (como nesse arco, aprendemos um pouco sobre como eram as escolas antigamente na Inglaterra.)
Já no começo do Vol. podemos ver um representante do diretor todo atrapalhado o que pode render umas boas gargalhadas e ainda gera uma duvida “será que Yana é capaz de criar algum personagem feio?”
Isso na cara dele é sangue.
Basicamente esse volume se resume em apenas uma coisa: a disputa ente Ciel e Cole (um garoto loiro chato, que na minha opinião, não passa de uma tentativa da Yana de desenhar mais um Uke para o mangá – brincadeirinha pessoal). Claro que isso é apenas um gancho para o começo de toda a história, mas pelo menos nesse volume é apenas isso o que iremos encontrar.
O resultado dessa disputa é bem obvio desde o inicio, mas rende ótimos capítulos e prende você desde a primeira página até o final, porque mesmo que você saiba quem vai ganhar, é preciso saber “como?” e isso gera certa tensão em quem está lendo. No final das contas, Yana consegue nos surpreender novamente, porque quando você pensa que o final vai cair no clichê, ela torna aquilo tão épico como qualquer outro final que ela mesmo já tenha escrito.
Um dos personagens que mais me fez dar risada nesse vol. com certeza foi o Sebastian com sua cara de indignado quando o Ciel levava o crédito por tudo o que ele fazia com grande esforço. Era bem engraçado, porque enquanto Sebastian estava lá se matando para completar as tarefas dadas a ele por Ciel, o próprio levava o credito por elas e se gabava dizendo que havia sido algo super simples em ser feito. Nada menos que o esperado por parte do Ciel.
Tenho que admitir que apesar de eu preferir aqueles arcos com mais ação, eu estou amando esse. Outra coisa que eu amei, foi a aparição de um dos meus personagens favoritos do mangá, que já não aparecia por um bom tempo e que estava sentindo muita saudade. Bem, eu estou falando do (Bobo alegre e inocente) Príncipe Soma. Foi bom poder vê-lo novamente, principalmente porque suas aparições sempre rendem boas risadas.
Como já era de se esperar, na ultima página, Yana decide nos matar de curiosidade para saber o que é que vai acontecer no próximo vol.
E nesse vol. temos o tão amado “Refúgio do mordomo”, onde nesse volume é mostrado o projeto do uniforme dos alunos da escola, que são todos uns amores.

 

  • Pra você que não tem money para comprar os mangás publicados pela panini aqui no Brasil e quer sempre acompanhar nosso reviews de acordo com os volumes normais pode baixa-los clicando aqui.

 

3 thoughts on “Mangá Review – Vol.15

  1. Baixei todos mais estou caçando os mangás. Ao que tudo indica em breve terei o vol 1 e 2 nas mãos. Já os outros vem devagar (ou minha mãe me mata kkkkkk) Mas estamos iniciando um novo comercio, provavelmente um pouco desse capital vai para comprar uns mangás, é claro. Ainda não li essa parte, Li o primeiro mangá e umas partes lá outra acolá conforme leio comentários. Vi todos os animes inclusive o Book of Murder no livestream. É sempre uma surpresa. Pra mim não tem mangá que mais ou menos gosto, amo todos. Quero é tempo de ler. Vixi. Ficou show o review …. aguardo sempre pra ler … agradeço sua dedicação, bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *